Até no pior momento da minha vida acontece alguma coisa engraçada. tá certo que na hora eu não vi graça nenhuma, porque fiquei tão abalada que não tinha condição de achar nada.. mas lembrando agora (depois de quase dois anos) eu vejo graça. segue o diálogo do dia terrível:

marido da minha prima chega na sala da minha tia e diz:

– ahnn, oi.. (cara de assustado) A Dona Santa morreu.

(Dona Santa é minha vó)

eu começo a chorar, minha tia faz cara de choro e minha mãe diz:

– que Dona Santa?

tipo, né gente? haha perguntar “Que Dona Santa” foi meio foda. mãe dela e tal. acho que foi o choque, porque meu primo meio que vomitou isso. nem preparou a galera (eu, minha mãe e minha tia) para dar a notícia. enfim..

Anúncios