Estava lendo um post da Patricia sobre o Personare. Nunca comentei sobre esse grande site de astrologia brasileiro. João Bidu se borra de inveja. Tinha uma época que eu sabia bem essas coisas de signo, até tatuei o símbolo do meu (pode rir, i don’t care – erro e não nego, não vou apagar nem quando puder. nem fazer cover up, porque sim). Mas, né? Você vai envelhecendo e percebe que num é bem assim. Eu sou libra com ascendente em escorpião e mais um em libra. Pergunte ao Oscar Quiroga se isso presta.

Enfim, atire a primeira pedra quem não recebe essa merda de personare no e-mail ou lê o signo no jornal. Acho interessante nesse personare que ele é todo de querer ser BFF. Por exemplo:

(…) se você não tomar cuidado, Letícia, se perceberá tão somente vítima de pensamentos obsessivos e negativos demais neste período.

Íntimo, né? Tô vendo que daqui uns dias vem: “O período _____ envolve a passagem do planeta Mercúrio pela oitava casa do seu mapa de nascimento, Lê. Fo-deu, te cuida rapaaaaz.”

Ultimamente eu só ‘absorvo’ quando vem coisa boa. Vê se eu preciso receber por e-mail que o tempo tá difícil. Num me diga. Hoje veio:

(…) mas pode também ser um momento de confronto, em que dolorosamente alguém lhe enfia o dedo na ferida.

Vou deixar avisado aqui, quem quer que seja, não enfie o dedo na minha ferida. obrigada.

(mais um post sem final coerente)

Anúncios